Quarta-feira, 4 de Maio de 2005

Rosa Ditosa

“ Nasci em sombra amena; fui botão;
Desabrochei ouvindo rouxinóis...
Pela Manhã, rosa me vi...depois
Colhida fui por delicada mão.

À noite, em vasto e lúcido salão,
Flori nuns seios lindos, que eram dois
Pombinhos a arrulhar, e eram dois sóis
De neve, mas que ardiam de paixão.

Penhor d’amor jurado e bem sentido.
Dum moço agora sou, que, embevecido,
Me oscúla, enquanto o seu olhar se estrela.

E que ao cheirar-me, do prazer no cume,
Encontra, perfumando o meu perfume,
O que neste ficou dos seios dela!”

Eugénio de Andrade

Chamas duma Candeia Velha
publicado por linade às 12:41
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Fevereiro 2006

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4

5
6
7
8
9
10
11

12
13
14
15
16
17
18

19
20
21
22
23
24
25

26
27
28


.posts recentes

. HENRY LOUIS MENCKEN - 188...

. BENOITE GROULT

. II Encontro de Weblogs

. Vinicius de Moraes

. Arnaldo Jabor ... Sempre...

. Cerejas com vinagre e açú...

. PENSAMENTOS...

. Rosa Ditosa

. Eugénio de Andrade - Cama...

. As divas do cinema - Por ...

.arquivos

. Fevereiro 2006

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

. Dezembro 2004

. Outubro 2004

. Setembro 2004

. Agosto 2004

. Julho 2004

. Junho 2004

. Maio 2004

. Abril 2004

. Março 2004

. Fevereiro 2004

. Janeiro 2004

. Dezembro 2003

blogs SAPO

.subscrever feeds